Além de junho: orgulho LGBTQIAPN+ é todo dia

Foto com uma mulher de costas e cabelo castanho curto, abraçada com a bandeira do orgulho lgbtqiapn+ com a seguinte frase posicionada a esquerda da mulher: "#Blog Além de Junho: Orgulho LGBTQIAPN+ é todo dia"

Categoria(s): Gênero | LGBTI+ | Para Empresas

Tags:

Escrito por:Tamires Menezes

Copywriter da Empodera- Mulher negra, publicitária com MBA em Big Data e Inteligência de Marketing. Possui mais de 05 anos de experiência em marketing digital, pautada na publicidade contraintuitiva- ferramenta de enfretamento e problematização de estereótipos e preconceitos sociais recorrentes nos circuitos midiáticos brasileiros.

28 jun, 2022

O Dia do Orgulho LGBTQIAPN+ teve origem nos anos 70, em Stonewall Inn, Greenwich Village, Estados Unidos, quando gays, lésbicas, travestis e drag queens iniciaram um protesto em prol dos seus direitos.

O acontecimento, conhecido como Stonewall Riot (Rebelião de Stonewall), foi uma reação às ações da polícia que, segundo os manifestantes, promovia batidas e revistas humilhantes em bares e clubes de casas noturnas focadas no público LGBTQIAPN+ de Nova Iorque.

Esses protestos são considerados o início do movimento LGBTQIAPN+, que relembra e celebra as conquistas, reivindica direitos, incentiva a conscientização da população e valoriza todas as formas de ser e amar.

Mas afinal, o que é a sigla LGBTQIAPN+?

Com o avanço dos anos, a sigla da comunidade GLS (gays, lésbicas e simpatizantes) evoluiu para incluir o máximo de orientações sexuais e identidade de gênero que fogem da binariedade.

Atualmente o termo correto é LGBTQIAPN+ para se referir a essas pessoas e/ou comunidade. Mas afinal, você sabe o que significa cada letra dessa sigla? A Empodera pode te ajudar. Confira:

(L) Lésbicas – Mulheres, cisgênero ou trans, que sentem atração por outras mulheres;

(G) Gays – Homens, cisgênero ou trans, que gostam de outros homens;

(B) Bissexuais – Pessoas que gostam tanto de homens quanto mulheres, sejam eles cis ou trans;

(T) Transexual – Refere-se a trans, pessoas que não reconhecem o GÊNERO atribuído a eles no nascimento. Essa sigla não se relaciona com a orientação sexual, e sim a identidade de gênero;

(Q) Queer – Pessoas que não se identificam com os padrões binários, ou seja, são aquelas pessoas que transitam entre as noções de gênero. Mais atrelado à quebra de padrões;

(I) Intersexuais – A pessoa intersexo está entre o feminino e o masculino, ou seja, suas combinações biológicas e desenvolvimento corporal – cromossomos, genitais, hormônios, entre outros – não se enquadram na norma binária (masculino ou feminino);

(A) Assexuais – São pessoas que sentem pouca ou nenhuma atração sexual, mas isso não elimina a atração romântica;

(P) Pansexual – São pessoas que sentem atração por todos os tipos de pessoas, independente da identidade de gênero;

(N) Não-binárie – São pessoas que não se identificam com nenhum dos dois gêneros: masculino ou feminino, ou seja, nem como homem e nem como mulher.;

(+) Esse sinal significa tudo no espectro do gênero e sexualidade, ou seja, significa mais descobertas e mais inclusão.

Para alguns, LGBTQIAPN+ pode ser apenas uma sigla, mas é importante que cada vez mais pessoas se sintam representadas pelo movimento e as suas pautas defendidas na sociedade.

Orgulho LGBTQIAPN+ é todo dia

A Empodera acredita na promoção da diversidade em todos os espaços por um mundo melhor. A luta da comunidade LGBTQIAPN+ trouxe muitas conquistas ao longo dos anos, mas ainda está longe de acabar. O mercado de trabalho brasileiro, por exemplo, ainda é hostil à população LGBTQIAPN+.

Uma pesquisa realizada com 230 profissionais LGBTQIAPN+, com idades entre 18 e 50 anos, de 14 estados do Brasil, mostrou que 40% dos entrevistados já sofreram discriminação no trabalho por conta da orientação sexual.

De acordo com o relatório “Tendências de Gestão de Pessoas 2022”, realizado pela consultoria global GPTW, o tema de diversidade e inclusão no mercado de trabalho está perdendo seu foco para a saúde mental do trabalhador. Mas como promover saúde mental em espaços hostis, onde seu colaborador não se sente à vontade para ser quem é?

Segundo CEO e fundador da Empodera, Leizer Pereira, é preciso um diagnóstico interno e ações de sensibilização para engajar lideranças e colaboradores no tema de diversidade, equidade e inclusão.

Já parou para pensar sobre o papel que a sua empresa desempenha na promoção de um ambiente corporativo mais diverso e inclusivo?

Resistência: o mercado de trabalho e a comunidade LGBTQIAPN+

A história da comunidade LGBTQIAPN+ é pautada na resistência e na luta pelos direitos de existir. Celebrar o Dia do Orgulho LGBTQIAPN+ na sua empresa é uma maneira de se posicionar contra qualquer tipo de discriminação.

O que a sua empresa tem feito pela inclusão dessas pessoas no mercado de trabalho? A Empodera pode ser sua aliada na construção de um negócio mais diverso e inclusivo. Conheça algumas das nossas soluções:

– Palestras:
Desafios e vantagens de se trabalhar a Diversidade LGBTQIAPN+

– Roda de conversa:
Conexão Empodera

– Recrutamento e Seleção com Políticas Afirmativas

Quer saber mais?

As campanhas e os debates em apoio ao Orgulho LGBTQIAPN+ devem se estender para além do mês de junho. A Empodera separou algumas práticas para você ajudar a combater o preconceito e promover um ambiente mais acolhedor. Confira clicando no link abaixo:

Este conteúdo foi útil para você? Compartilha com seus amigos! Se você quer saber como combater a baixa empregabilidade de pessoas LGBTQIAPN+, Clique no link abaixo e saiba como a Empodera pode te ajudar.

Posts

Categorias

Saiba como a Empodera pode contribuir no processo de D&I da sua empresa



Talvez você também goste de…

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.